quinta-feira, 15 de novembro de 2007

20 minutos e 4 horas

Um colega andava há três meses a azucrinar-me a téte para melhorar a condição da máquina dele. Dizia que demorava dez minutos a arrancar e outros dez a desligar. Disse-lhe: "Olha uma ideia fixe: não desligues a máquina. Ganhas logo vinte minutos por dia."

Bom, mas tinha mesmo de lhe resolver o problema e então desloquei-me lenta e pesarosamente até ao gabinete do rapaz, técnico de qualidade. Após uma longa e cuidadosa análise de trinta segundos deparei que o pc era um Pentium IV a 2.6Ghz. “Bolas, meu, com uma máquina destas, para word e excel, tás muito bem servido. Qual é o problema?” Encolheu os ombros e disse-me “só sei que demora dez minutos a…”. Interrompi-o: “Já sei, já sei…”

Deparei, então, que o pc tinha um disco de 3Gb. Yep, 3Gb. Há telemóveis com mais capacidade, LOL! Tentei lembrar-me a que propósito uma máquina daquelas tinha um disco tão “dinossaurico” e lembrei-me que há alguns anos aquela máquina tinha queimado a placa principal, vulgo mother board, e que a reparação tinha sido a substituição da dita, mas, para não ficar demasiado cara, não substitui mais nada.

Disse ao rapaz que com meia dúzia de reis de mel coado lhe resolveria o problema. Iria comprar um disco de 160Gb e 1 Gb de memória e que a máquina até iria voar, carago. Diz o gajo: “E isso vai demorar mais três meses?” Cabranote mal agradecido!

Comprei as peças e avisei-o.

“Quanto tempo demora a substituição?” – perguntou.
“20 minutos.” – contrapus.

Comecei por colocar o disco antigo como slave e o novo como master, para que os dois se entendessem. Formatei uma disquete com arranque DOS e copiei o Ghost da Symantec (programa para copiar integralmente informação de um disco para outro) para lá. Introduzi o disquete no drive, arranquei com o pc e… prontoS, começaram aqui todos os problemas da minha vida.

A disquete não arrancava, com um erro que só os semideuses da micro$oft conseguem entender. Ok, acho que percebi que o problema residia no drive avariado. Então, via Nero, criei um cd de arranque com o denominado Ghost lá dentro. Introduzi o cd no drive, arranquei com o pc e… ProntoS, começaram aqui todos os problemas da minha vida.

O cd também não arrancava. Comecei a desesperar e a dizer ao rapaz que era melhor ficar com o disco antigo e tal, porque o disco novo também poderia estar avariado, já que nada funcionava naquele pc. Fosca-se!

Depois lembrei-me que tinha um cd do windows 98 que arrancava em DOS. E funcionou. O cd do windows 98 pergunta no início se quero instalar o windows ou arrancar em DOS com suporte para cd. Então, depois de arrancar, coloquei o cd do Ghost e comecei a fazer a cópia do disco antigo para o novo. Estava a ficar mais contentinho. A coisa estava a rolar. Após a cópia, retirei o disco de 3Gb, arranquei com o pc e… ProntoS, começaram aqui todos os problemas da minha vida.

O pc tinha ligada uma pen de 1Gb e o windows xp ao arrancar passou-se com ela e começou o fazer-lhe uma verificação limpando-a completamente. Um giguita de info prò galheiro. AH, Ah, ah… :( Logo de seguida afinfa-me com uma msg a dizer que existia um erro com a licença do windows e não podia arrancar.

Ok, toca a ligar o disco antigo outra vez, formatar o novo e Ghost nos cabrões outra vez. Após mais vinte minutos de cópia lá ficou tudo bem desta vez. Passaram-se 4 (quatro) horas.

Mais valia ir cavar batatas. Basta semear, regar e esperar que cresçam…

5 comentários:

Scarlata disse...

Nickao!
Ja' ca' venho ler isto com atençao. :DDD

Baci

Scarlata disse...

Hahhahah Nick!Como te entendo... Estive a um passo de fazer o teu trabalho, fonix ainda bem que sou voluvel e o meu lado estroina prevaleceu!

Ainda algum marreta vai aplicar isto e fazer estragos eheheheh.

Scarlata disse...

So' agora é que vi... infonabos?!

lollllllllllllllllll

:DDDD

alex disse...

infonabos?!?!?!? ai o caraças...! >:(


;)

Nick disse...

hihihihihi...

:)